Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

Sub Menu
ISCTE-IUL  >  Ensino  >  LEI

Descrição

Licenciatura em Engenharia Informática

ISCTE-IUL

Coordenadores 2016/2017

Prof. Doutor(a)  Luís Nunes

Prof. Doutor(a)  Ricardo Ribeiro

Prof. Doutor(a)  Maria Pinto Albuquerque

Prof. Doutor(a)  João Carlos Silva

Breve introdução

A Licenciatura em Engenharia Informática e o respectivo Mestrado em Engenharia Informática destinam-se a formar profissionais capazes de responder com agilidade aos desafios organizacionais em que a tecnologia possa valorizar as componentes do conhecimento e da inovação, não se limitando a uma intervenção ao nível da eficiência e informatização dos processos.

A Licenciatura oferece uma formação de base em domínios científicos gerais na área da Engenharia Informática. Os licenciados adquirem uma formação sólida que os habilita a fazer face a um ambiente profissional competitivo e dinâmico. É oferecida uma forte formação teórica e experimental que garante as capacidades para lidar com os desafios da Engenharia Informática, e em simultâneo responder aos desafios da gestão empresarial.

Objectivos gerais

A Licenciatura em Engenharia Informática destina-se a formar profissionais capazes de responder com agilidade aos desafios organizacionais em que a tecnologia possa valorizar as componentes do conhecimento e da inovação, não se limitando a uma intervenção ao nível da eficiência e informatização dos processos. No final da Licenciatura, os licenciados possuem uma formação sólida que os habilita a fazer face a um ambiente profissional competitivo e dinâmico. É oferecida uma forte formação teórica e experimental que garante as capacidades para lidar com os desafios da Engenharia Informática, e em simultâneo responder aos desafios da gestão empresarial.

Saídas profissionais

O actual contexto europeu impõe grandes exigências e necessidades a nível tecnológico, onde os Engenheiros Informáticos desempenham um papel crucial. O importante crescimento na área dos serviços (por exemplo, banca, seguros, turismo, empresas prestadoras de serviços de tecnologias de informação) e a necessidade premente da reestruturação da Administração Pública e Indústria tornam evidente a escassez de recursos humanos qualificados nesta área. A formação geral da Licenciatura oferece ao aluno as competências técnicas e científicas para desempenhar funções em qualquer área da Engenharia Informática, por exemplo:
  1. Integrar equipas de desenvolvimento de sistemas informáticos complexos, por exemplo nas áreas da banca, seguros, administração central, multinacionais, etc.;
  2. especificar, conceber e desenvolver sistemas de informação adequados aos objectivos e necessidades das empresas e à sua cultura organizacional;
  3. conceber, desenvolver e manter redes de computadores; e
  4. gerir e organizar o conhecimento de uma empresa em diversos formatos e conteúdos, bem como modelar e desenvolver contéudos multimédia.

Propinas

Pagamentos de propinas

No ano lectivo 2006/2007 a propina anual tem o valor de 923 € para todos os alunos e poderá ser paga de uma vez ou em quatro prestações.

Prazos de pagamento e valor

Pagamento de uma vez

923 € de 11 de Outubro a 15 de Novembro de 2006.

Pagamento a prestações

  • 1.ª prestação - 230,75 € de 11 de Outubro a 15 de Novembro de 2006.
  • 2.ª prestação - 230,75 € de 15 de Dezembro de 2006 a 16 de Janeiro de 2007.
  • 3.ª prestação - 230,75 € de 15 de Fevereiro a 15 de Março de 2007.
  • 4.ª prestação - 230,75 € de 17 de Abril a 31 de Maio de 2007.

Juros de mora

O não pagamento das propinas até ao final do prazo de cada prestação implicará o pagamento de juros de mora.

Formas de pagamento

O pagamento é feito no Multibanco, devendo para tal o aluno ter as referências respectivas. Estas referências serão enviadas para a residência oficial do aluno e poderão ser consultadas no próprio ISCTE.

O pagamento da propina poderá também ser feito por depósito bancário na CGD, conta n.º 0368 00000 3430 da agência ISCTE, referindo sempre o número de aluno no talão de depósito.

Os alunos abrangidos pela Portaria n.º 445/71 (militares condecorados ou feridos em combate ou os seus filhos) deverão fazer requerimento no prazo das inscrições pedindo isenção de propinas e apresentar declaração passada nos termos do n.º 2 daquela Portaria, caso não a tenham já entregue no ISCTE. Os alunos têm de entregar também a certidão de domicílio fiscal, bem como a dos seus pais, de quem advém o referido benefício, emitidas pela Repartição de Finanças da respectiva área de residência. As propinas serão pagas pelo Ministério da Defesa Nacional, se o processo estiver em ordem. Uma das condições é o aluno ter aproveitamento no ano anterior, isto é passar de ano.

Os alunos abrangidos pelo Despacho n.º 335/98, de 14 de Maio, relativo a Educadores de Infância e Docentes do Ensino Preparatório e Secundário, devem entregar nos Serviços Académicos, durante acto da inscrição, a declaração comprovativa da sua situação. Este pedido tem de ser enviado ao Ministério da Educação.

Os alunos bolseiros no acto de inscrição deverão fazer prova de ter requerido bolsa de estudo, nos Serviços de Acção Social.

Os alunos bolseiros deverão pagar a propina até 31 de Maio do correspondente ano lectivo, salvo se nesta data os SAS não tiverem ainda procedido ao pagamento da bolsa. Nesse caso o pagamento deverá ser feito no prazo de 15 dias úteis a contar do dia em que a prestação social for posta à disposição do bolseiro. Os estudantes a quem for recusada a bolsa devem pagar as propinas no prazo de 30 dias a contar da data de afixação das listas relativas à não concessão da bolsa de estudo. Os alunos bolseiros pagam à instituição propinas no valor de 487,11 €. O Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior paga a diferença entre a propina mínima (487,11 €) e a propina fixada (923 €).

Consequências do não pagamento de propinas

O não pagamento da propina devida implica, nos termos do artigo 29.º da Lei n.º 37/2003, de 22 de Agosto,

  1. a nulidade de todos os actos curriculares praticados no ano lectivo a que o incumprimento se reporta;
  2. a suspensão da matrícula e da inscrição anual, com a privação do direito de acesso aos apoios sociais até à regularização dos débitos, acrescidos dos respectivos juros de mora, no mesmo ano lectivo em que ocorreu o incumprimento da obrigação;
  3. o impedimento de passagem de certidões ou de outros documentos e a admissão a exame; e
  4. a obrigatoriedade do pagamento de propinas em dívida de anos anteriores para que seja considerada a inscrição em determinado ano.

A situação de incumprimento no pagamento da propina é comunicada pelos serviços competentes aos Serviços de Acção Social.

Calendário Lectivo do Plano Curricular: Licenciatura em Engenharia Informática - EI - 2009

Período de Aulas Período de Exames Prazo de Lançamento de Notas
1º Semestre 2016-09-19 ... 2016-12-17 2017-01-03 ... 2017-01-28 2017-02-10
2º Semestre 2017-01-30 ... 2017-05-27 2017-05-29 ... 2017-06-24 2017-07-03
Época Especial 2017-07-10 ... 2017-07-15 2017-07-23
    Períodos de Férias
  • Natal (2016-12-19 ... 2017-01-02)
  • Carnaval (2017-02-27 ... 2017-03-03)
  • Páscoa (2017-04-03 ... 2017-04-16)

A informação contida nesta página é da responsabilidade da equipa de coordenação do curso.