Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

Sub Menu
ISCTE-IUL  >  Ensino  >  MCE , MPE

Psicofisiologia das Emoções (2 º Sem 2019/2020)

Código: 00155
Acrónimo: 00155
Nível: 2º Ciclo
Estruturante: Não
Língua(s) de Ensino: Português, Espanhol
Língua(s) amigável(is):
Ser English-friendly ou qualquer outra língua-friendly, significa que a UC é leccionada numa língua mas que se pode verificar qualquer uma das seguintes condições:
1. Existem materiais de apoio em língua inglesa/outra língua;
2. Existem exercícios, testes e exames em língua inglesa/outra língua;
3. Existe a possibilidade de se apresentar trabalhos escritos ou orais em língua inglesa/outra língua.
1 6.0 0.0 h/sem 24.0 h/sem 12.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 1.0 h/sem 37.0 h/sem 113.0 h/sem 0.0 h/sem 150.0 h/sem
Em vigor desde o ano letivo 2016/2017
Pré-requisitos Não existem.
Objectivos Desenvolver conhecimentos sobre os princípios gerais em psicofisiologia e competências sobre a metodologia de registo psicofisiológico, numa perspetiva integradora da investigação básica e aplicada nas ciências em emoções.
Programa CP1. Introdução à Psicofisiologia para o estudo das emoções
- Considerações conceptuais e teóricas no estudo psicofisiológico das emoções.
- Metodologia geral no estudo de variáveis psicofisiológicas.
- O contexto do registo psicofisiológico.
CP2. O Sistema nervoso (periférico e central) e avaliação da sua atividade:
- Atividade eletrodérmica
- Electromiografia e o reflexo de sobressalto
- Resposta pupilar
- Atividade cardíaca e pressão sanguínea
- Registos por eletroencelagrama (EEG) e potenciais evocados relacionados a eventos (ERP)
- Registos de neuroimagem por ressonância magnética funcional (fMRI)
CP3. Applied Psychophysiology:
- Dessensibilização emocional
- Perturbações comportamentais, emocionais e do Sistema nervoso
- Deteção do engano
- Aplicações de técnicas de biofeedback
Processo de avaliação Os estudantes poderão optar por uma de  duas formas de avaliação: avaliação contínua ou exame final.
Avaliação contínua obtida através de: teste (50%) e trabalho individual com apresentação oral (50%).
Avaliação por exame: 100%. Aprovação final: classificação final igual ou superior a 9,5 valores.
Processo de ensino-aprendizagem 1. Aulas teórico-práticas:
1.1. Expositivas (apresentação dos conceitos, teorias, técnicas de psicofisiologia e de investigação) e Participativas (debates e exercícios).
2. Aulas Prático-Laboratoriais: Participativas, Experimentais e Ativas
3.Orientação tutorial.
Observações
Bibliografia básica Cacioppo, J.T., Tassinary, L.G., Berntson, G.G. (2007). Handbook of psychophysiology. Cambridge: University Press.
Curtin, J. J., Lozano, D. L., Allen, J. (2007). The psychophysiology laboratory. In Coan & Allen, Handbook of emotion elicitation and assessment (pp. 398-425). Oxford: Oxford University Press.
Decety, J. & Cacioppo, J. T. (2011). The Oxford Handbook of social neuroscience. New York: Oxford University Press.  
Harmon-Jones, E., & Beer, J. S. (2009). Methods in social neuroscience. New York: Guilford Press.
Luecken, L. J. & Gallo, L. C. (2008). Handbook of physiological research methods in health psychology: London: Sage
Stemmler, G. (2009). Methodological considerations in the psychophysiological study of emotion. In R. Davidson, K. Scherer, & H. Goldsmith, Handbook of affective sciences (pp. 225-255). Oxford: Oxford University Press.
Bibliografia complementar Andreasi, J.L. (2006). Psychophysiology: Human behavior and physiological response. New Jersey: Lawrence Erlbaum Associates.
Arriaga, P. et al. (2014). A "Dry Eye" for victims of violence: Effects of playing a violent video game on pupillary dilation to victims and on aggressive behavior. Psychology of Violence. Advance online publication.
Arriaga, P., Esteves, F., & Feddes, A. (2014). Looking at the (mis)fortunate of others while listening to music. Psychology of Music, 42 (2), 251-268.
Arriaga, P., Monteiro, M. B., & Esteves, F. (2011). Effects of playing violent computer games on emotional desensitization and on aggressive behaviour. Journal of Applied Social Psychology, 41 (8), 1900-1925
Flykt, A., Esteves, F., & Ohman, A. (2007). Skin conductance responses to masked conditioned stimuli: Phylogenetic/ontogenetic factors versus direction of threat? Biological Psychology, 74(3), 328-336.
Globisch, J., Hamm, A. O., Esteves, F., & Ohman, A. (1999). Fear appears fast: Temporal course of startle reflex potentiation in animal fearful subjects. Psychophysiology, 36(1), 66-75.
Leal, A. et al. (2008). Analysis of the dynamics and origin of epileptic activity in patients with tuberous sclerosis evaluated for surgery of epilepsy. Clinical Neurophysiology 119 (2008) 853-861.
Lopes, R., Cabral, P., Canas, N. (...)Leal, A. (2011). N170 asymmetry as an index of inferior occipital dysfunction in patients with symptomatic occipital lobe epilepsy. Clinical Neurophysiology, 122, 9-15.
Mata, J. L., Rodriguez-Ruiz, S., Ruiz-Padial, E., Turpin, G., & Vila, J. (2009). Habituation and sensitization of protective reflexes: Dissociation between cardiac defense and eye-blink startle. Biological Psychology, 81(3), 192-199.
Mukhopadhyay, S., & Postolache, O. (2012). Pervasive and mobile sensing and computing for healthcare: technological and social issues.London: Springer.
Reyes del Paso, G.A., Mata, J. L., & Martin-Vazquez, M. (2012). Relationships between baroreceptor cardiac reflex sensitivity and cognitive performance: Modulations by gender and blood pressure. Psychophysiology, 49(1), 138-144
Ruiz-Padial, E., Vila, J., & Thayer, J.F. (2011). The effect of conscious and non-conscious presentation of biologically relevant emotion pictures on emotion modulated startle and phasic heart rate. International Journal of Psychophysiology,  79 (3), 341-346.
Sanchez, M. B., Guerra, P., Munoz, M. A., Mata, J. L., Bradley, M. M., Lang, P. J., & Vila, J. (2009). Communalities and differences in fear potentiation between cardiac defense and eyeblink startle. Psychophysiology, 46(6), 1137-1140.

Guideline papers on psychophysiology measures can be found at https://www.sprweb.org/journal/index.cfm#guidelines