Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

Sub Menu
ISCTE-IUL  >  Ensino  >  MPP

Dissertação em Políticas Públicas (2 º Sem 2017/2018)

Código: 00546
Acrónimo: 00546
Nível: 2º Ciclo
Estruturante: Não
Língua(s) de Ensino: Português
Língua(s) amigável(is):
Ser English-friendly ou qualquer outra língua-friendly, significa que a UC é leccionada numa língua mas que se pode verificar qualquer uma das seguintes condições:
1. Existem materiais de apoio em língua inglesa/outra língua;
2. Existem exercícios, testes e exames em língua inglesa/outra língua;
3. Existe a possibilidade de se apresentar trabalhos escritos ou orais em língua inglesa/outra língua.
2 30.0 0.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 10.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 3.0 h/sem 13.0 h/sem 737.0 h/sem 0.0 h/sem 750.0 h/sem
1 12.0 0.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 10.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 2.0 h/sem 12.0 h/sem 288.0 h/sem 0.0 h/sem 300.0 h/sem
Em vigor desde o ano letivo 2012/2013
Pré-requisitos Não se aplica.
Objectivos O objectivo desta UC é permitir aos alunos o desenvolvimento de investigação empírica que teste hipóteses científicas no âmbito das políticas públicas. A condução de investigação empírica é crucial tanto para o desenvolvimento do conhecimento científico como para a análise de problemas contextuais mais específicos, como os resultados de uma intervenção. A elaboração e escrita de uma dissertação permitirá aos alunos serem participantes activos na comunidade científica. Por fim, esta UC, permitirá aos alunos o desenvolvimento de uma capacidade crítica relativamente à investigação teórica e empírica.
O aluno que complete com sucesso esta UC deverá ser capaz de:
- Formular um problema de investigação
- Elaborar uma revisão de literatura, e utilizar teorias e evidência empírica para formular hipóteses testáveis
- Desenvolver métodos e materiais para o teste empírico das hipóteses
- Analisar resultados e rejeitar/confirmar hipóteses
- Redigir um artigo científico e um poster.
Programa No início desta unidade curricular, os alunos poderão escolher um tópico de interesse pessoal e relevante para o actual estado da arte, bem como um orientador. Com o orientador, os alunos deverão:
- Formular a questão de partida
- Identificar literatura relevante, e elaborar uma revisão teórica e empírica
- Formular o problema de investigação e as hipóteses
- Desenhar um estudo que teste as hipóteses
- Criar um procedimento e os materiais
- Conduzir o estudo
- Analisar e interpretar resultados
- Elaborar o plano da dissertação
- Escrever a dissertação

Durante este processo os alunos receberão orientações relevantes para o tema da dissertação e para a condução do processo de investigação em si mesmo, como por exemplo literatura relevante para o tópico e indicações acerca do design a utilizar.

Processo de avaliação A dissertação será avaliada por um júri em provas públicas, após a confirmação por parte do orientador de que esta está concluída e se encontra em condições de ser apresentada em provas públicas. A avaliação será baseada no mérito científico do estudo e na sua adequação teórica e metodológica.

Processo de ensino-aprendizagem Serão utilizados dois métodos de ensino:
(i) orientação da dissertação feita em contacto directo com o orientador em sessões individuais ou excepcionalmente em grupos pequenos de alunos cujo tópico da tese seja muito semelhante;
(ii) presença em seminários em que cada aluno apresenta o estado da sua tese, actividades planeadas, dificuldades encontradas, etc. Estes seminários focar-se-ão no tópico da dissertação, bem como no processo de investigação e escrita.
Observações
Bibliografia básica Bardach, Eugene (2009), A Practical Guide for Policy Analysis, Washington DC, CQPress.
Bransford, John (2010), How People Learn. Washington DC: National Academy Press.
Dror, Yehezkel (2006), ?Training for Policy Makers? in The Oxford Handbook of Public Policy. Ed by Michael Moran, Martin Rein, Robert Goodin, Oxford University Press.
Dye, Thomas R. (2010), Understanding Public Policy, Boston, Longman.
ISCTE (2008), Normas orientadoras para a dissertação ou trabalho de Projecto de Mestrado.
Kingdon, John W. (2003), Agendas, Alternatives, and Public Policies, New York, Longman.
Kraft, Michael E., e Scott R. Furlong (2010), Public Policy. Politics, Analysis, and Alternatives, Washington DC, CQPress,
Moran, M, Martin Rein, e Robert Goodin (2008), The Oxford Handbook of Public Policy, Oxford, Oxford University Press.
Smith, Catherine (2010), Writing Public Policy, New York, Oxford University Press.
Bibliografia complementar