Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

Sub Menu
ISCTE-IUL  >  Ensino  >  DPP

Metodologias em Políticas Públicas: o Método Comparativo (1 º Sem 2019/2020)

Código: 00961
Acrónimo: 00961
Nível: 3º Ciclo
Estruturante: Não
Língua(s) de Ensino: Português
Língua(s) amigável(is):
Ser English-friendly ou qualquer outra língua-friendly, significa que a UC é leccionada numa língua mas que se pode verificar qualquer uma das seguintes condições:
1. Existem materiais de apoio em língua inglesa/outra língua;
2. Existem exercícios, testes e exames em língua inglesa/outra língua;
3. Existe a possibilidade de se apresentar trabalhos escritos ou orais em língua inglesa/outra língua.
1 6.0 0.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 16.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 2.0 h/sem 18.0 h/sem 132.0 h/sem 0.0 h/sem 150.0 h/sem
Em vigor desde o ano letivo 2012/2013
Pré-requisitos Não aplicável
Objectivos O objectivo fundamental desta u.c. é o de promover entre os estudantes a capacidade para identificar, analisar e debater problemas e procedimentos associados a estratégias metodológicas de tipo comparativo, bem como conceber e aplicar desenhos de pesquisa comparativos a projectos de investigação no campo das políticas públicas.

Programa 1.O que é o método comparativo?
[O método comparativo e outros métodos; objectivos, procedimentos e resultados]

2.Porquê comparar?
[Justificações para a comparação]

3.Comparar o quê?
[A selecção dos casos e os riscos de enviesamento em pesquisa comparativa]

4.Como comparar?
[Desenhos  de pesquisa comparativa]

5.Problemas da comparação
["muitas variáveis, poucos casos" ]
Processo de avaliação O trabalho pessoal dos estudantes inclui os seguintes elementos com a respetiva ponderação:

a)participação nos seminários (supondo leitura cuidadosa da bibliografia de trabalho)- 15%

b)apresentação e discussão em aula de textos seleccionados- 15%

c)elaboração de um ensaio individual escrito com a extensão máxima de 10 páginas A4 (espaço 1.5, margens de 3cm)- 70%
Processo de ensino-aprendizagem Os objectivos desta unidade curricular concretizam-se através de sessões teóricas, de tipo seminarial (organizadas e conduzidas pelos estudantes, com supervisão da docente), de orientação tutorial e conferências, bem como pelo trabalho pessoal dos estudantes.

Cada estudante deve preparar uma apresentação e discussão em aula sobre textos distribuídos, a qual deve ser precedida pela circulação entre o grupo de um breve sumário e questões propostas para debate.
Observações
Bibliografia básica Arnold J. Heidenheimer (1985),"Comparative Public Policy at the Crossroads", Journal of Public Policy,5:4,pp 441-465; Collier, David (1991)"The comparative method: two decades of change" in Rustow, D.,Kenneth P. Erickson(eds.)Comparative Political Dynamics:Global Research Perspectives, New York, Harper Collins Publishers;Della Porta, Donatella e Michael Keating (eds.)Approaches and Methodologies in the Social Sciences. A Pluralist Perspective, Cambridge, Cambridge University Press; George, Alexander L./Bennett, Andrew (2005),Case Studies and Theory Development in the Social Sciences,Cambridge: CUP; Oyen, Else, (1990),Comparative Methodology. Theory and practise in international social research, London, Sage; Ragin, Charles C. (1987)The Comparative Method:Moving Beyond Qualitative and Quantitative Strategies. Berkeley,University of California Press; Rihoux, Benoit e Grimm, Heike (Eds.)(2006), Innovative Comparative Methods for Policy Analysis.Beyond the Quantitative-Qualitative Divide
Bibliografia complementar Babbie, Earl (1989) The practise of Social Research, Belmont, California Wadsworth Publishing Company.

Lijpart, Arend (1971) "Comparative Politics and Comparative Method", American Political Science Review, 65,3;

McNabb, D. E. (2008) Research Methods in Public Administration and
Nonprofit Management: Qualitative and Quantitative Approaches, 2nd ed.,Armonk NY: Sharpe.

Miller, G. J./Yang, K. (eds) (2007) Handbook of Research Methods in Public Administration, 2nd ed., Boca Raton: CRC Press.

Oyen, Else, (1990), Comparative Social Inquiry, New-York, John Wiley & Sons;Smelser, Neil, (1995) ?Reflections on the Methodology of comparative studies? Fiesole (non-published conference paper)

Ragin, Charles (1994) Constructing Social Research. The Unity and Diversity of Method, Thousand Oaks, Pine Forge; Rihoux, Benoit, e Ragin, Charles C. (eds.) (2009), Configurational Comparative Methods, London, Sage

Sartori, G. e Leonardo Morlino (1991) La Comparación en las Ciencias Sociales, Madrid, Alianza Editorial;

Smelser, Neil, Comparative Methods in the Social Sciences, Englewood Cliffs NJ, Prentice-Hall ; T

illy, Charles (1984), Big structures, large processes, huge comparisons, New York, Russell Sage Foundation