Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

Sub Menu
ISCTE-IUL  >  Ensino  >  CEAPP

Avaliação de Políticas Sectoriais (2 º Sem 2018/2019)

Código: 01713
Acrónimo: 01713
Nível: 2º Ciclo
Estruturante: Não
Língua(s) de Ensino: Português
Língua(s) amigável(is):
Ser English-friendly ou qualquer outra língua-friendly, significa que a UC é leccionada numa língua mas que se pode verificar qualquer uma das seguintes condições:
1. Existem materiais de apoio em língua inglesa/outra língua;
2. Existem exercícios, testes e exames em língua inglesa/outra língua;
3. Existe a possibilidade de se apresentar trabalhos escritos ou orais em língua inglesa/outra língua.
1 6.0 0.0 h/sem 20.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 1.0 h/sem 21.0 h/sem 129.0 h/sem 0.0 h/sem 150.0 h/sem
Em vigor desde o ano letivo 2011/2012
Pré-requisitos Não se aplica.
Objectivos O objecto da Unidade Curricular "Avaliação de Políticas Setoriais" é o de desenvolver competências avançadas no campo da avaliação de políticas sociais de caráter setorial. Tem-se em consideração que os alunos estão familiarizados com as metodologias de planeamento e com as teorias e as metodologias de avaliação, que constituem o objeto de outras UC, pelo que nesta se trata essencialmente de abordagens centradas na exploração analítica, metodológica e substantiva de processos de avaliação de diversas políticas públicas.  
Programa CP1. Sistemas Institucionais, nacionais e europeus, e estruturas de desenvolvimento das políticas públicas
CP2. Avaliação de políticas de emprego
CP3. Avaliação de políticas de trabalho
CP4. Avaliação de políticas de protecção social
CP5. Avaliação de políticas de acção social
CP6. Avaliação de políticas de educação
CP7. Avaliação de políticas de energia
CP8. Avaliação de políticas de saúde
CP9. Avaliação de políticas de luta contra a pobreza
CP10. Avaliação de políticas de desenvolvimento comunitário

Processo de avaliação A avaliação da unidade curricular é realizada ao longo do período lectivo, através de dois trabalhos. A nota final será obtida com recurso à seguinte ponderação:
- Trabalho 1 (análise crítica de exercícios de avaliação) - 50% da nota final;
- Trabalho 2 (proposta de projecto de avaliação) - 50% da nota final.
Processo de ensino-aprendizagem Aulas teóricas.
Exploração de bibliografia.
Sessões teórico-práticas sobre casos concretos.
Observações -
Bibliografia básica AA.VV. (1998) ?A avaliação na administração pública?, Acta Geral do 1º Encontro INA, Lisboa, Instituto Nacional de Administração.
Altshukd, James e Belle Witkin, (1999), From needs assessment to action: transforming needs into solutions strategies, Sage, Londres.
Barbier, Jean-Marie (1990), A Avaliação em Formação, Porto, Edições Afrontamento.
Capucha, Luís e Paulo Pedroso (1996) (orgs.), Sociologia ? Problemas e Práticas, nº 22 (Número especial sobre metodologias de avaliação).
Capucha, Luís et. al (1998), Rendimento Mínimo Garantido: avaliação da fase experimental, Lisboa, Centro de Investigação e Estudos de Sociologia.
Capucha, Luís (Ed.)(2003), Impacto da Estratégia Europeia para o Emprego em Portugal, Síntese dos Estudos de Avaliação, Departamento de Estudos, Estatística e Planeamento do Ministério da Segurança Social e do Trabalho (DEEP/MSST).
Capucha, Luís (et. al (2006),Estudo de Avaliação da qualidade e segurança das respostas sociais na área da reabilitação e integração das pessoas com deficiência, Lisboa, DGEEP.
Clímaco, M. (2005), A avaliação de sistemas em educação, Lisboa, Universidade Aberta.
Dias, Eduarda Saraiva e Eugénio Ramos (1998), "Zonas de pobreza em Portugal - uma identificação pelos agentes locais", in Sociedade e Trabalho, 3, pp. 80-91.
Figueiredo, António (coord.)(2005), Estudo de actualização da avaliação interclar do Programa Operacional do Emprego, Formação e Desenvolvimento Social do Quadro Comunitário de Apoio 200-2006, Policopiado.
Fulbrigft-Anderson, K. (et. al.) (1998), New approaches to evaluating Community Initiatives: theory, measurement and analysis, The Aspen Institute, Washington.
Imaginário, Luís (coord.) (2005), Avaliação Intercalar do PRODEP, Policopiado.
Moran, Michael, Martin Rein e Robert Goodin (2006), The Oxford Handbook of Public Policy, Oxford University Press.
Mozzicafreddo, Juan e João Salis Gomes e João S. Baptista (2003) (orgs.), Ética e Administração ? Como modernizar os serviços públicos?, Oeiras, Celta Editora.
Neves, Oliveira das, Paulo Pedroso e Nelson Matias, 1993, O Sistema de Emprego em Portugal, Experiência de Avaliação Crítica, Lisboa, Instituto do Emprego e da Formação Profissional.


Bibliografia complementar Bamberger, James Altschuld e Belle Witkin, (1999), From needs assessment to action: transforming needs into solutions strategies, Sage, Londres.
Boyle, R. e D. Lemaire (1999), Building effective evaluation capacity lessons from practice, Transaction Publishers, London.
Capucha, Luís (2008), Planeamento e avaliação de projectos - guião prático, Lisboa, DGIDC/ME.
Dale, Reidar (2004), Evaluating development programmes and projects, Sage, London.
Dornelas, António (1999), "As relações industriais em Portugal. É possível mudar? É possível não mudar?, in Sociedade e Trabalho, 7, pp. 45-56.
Mozzicafreddo, Juan (1997, Estado Providência e Cidadania em Portugal, Oeiras, Celta.
Mozzicafreddo, Juan e João Salis Gomes (orgs)(2001), Administração e política - perspectivas de reforma da Administração Pública na Europa e nos Estados Unidos, Oeiras, Celta.