Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

Sub Menu
ISCTE-IUL  >  Ensino  >  MCCTI , VdI

Literacia dos Novos Média (2 º Sem 2019/2020)

Código: 01728
Acrónimo: 01728
Nível: 2º Ciclo
Estruturante: Não
Língua(s) de Ensino: Português
Língua(s) amigável(is):
Ser English-friendly ou qualquer outra língua-friendly, significa que a UC é leccionada numa língua mas que se pode verificar qualquer uma das seguintes condições:
1. Existem materiais de apoio em língua inglesa/outra língua;
2. Existem exercícios, testes e exames em língua inglesa/outra língua;
3. Existe a possibilidade de se apresentar trabalhos escritos ou orais em língua inglesa/outra língua.
1 6.0 0.0 h/sem 20.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 1.0 h/sem 21.0 h/sem 129.0 h/sem 0.0 h/sem 150.0 h/sem
Em vigor desde o ano letivo 2019/2020
Pré-requisitos Não aplicável
Objectivos Este curso destina-se a ser um ponto de encontro entre estudantes interessados na investigação em comunicação e estudos culturais, produção de media e investigação em educação. Entre os objectivos para esta unidade está a procura de resposta às seguintes perguntas: O que significa ser "alfabetizado" e como isso mudou como consequência da introdução de novas tecnologias de comunicação? Quais as habilidades sociais e competências culturais que os jovens precisam de adquirir para serem capazes de participar plenamente no futuro digital? Quais são as escolhas éticas que os jovens enfrentam como participantes em comunidades online e como produtores de media? O que podem a Wikipedia e o Facebook nos ensinar sobre o futuro da cidadania democrática? Qual é a eficácia Youtube na promoção da diversidade cultural? Que relação existe entre a cultura participativa e democracia participativa?
Programa A unidade curricular está estruturada em duas partes:

Parte I
CP1. Aprendizagem numa Cultura Participativa.
CP2. Visão geral do nosso momento actual de mudança nos media, dos tipos de aprendizagem informal que ocorrem no contexto da cultura participativa.
CP3. Como as escolas respondem aos desafios colocados pelas novas tecnologias.
CP4. Debates de fundo entre os que valorizam e os que criticam a literacia dos novos media.

Parte II
CP5. Habilidades e Competências Centrais.
CP6. Participação plena na cultura de media emergente.
CP7. Enquadramento das competências sociais e culturais, ilustrando-as através de fenómenos culturais como os equipas de jogadores nos videojogos online, a produção de vídeo no YouTube, a Wikipedia, a ficção gerada pelos fãs, o remix de conteúdos audiovisuais e os sites de redes sociais.
Processo de avaliação Avaliação continua: apresentação de um projecto de literacia mediática (20%) e projecto escrito sobre um dos tópicos abordados (70% da nota). A originalidade e a inovação irá pesar na avaliação. O tempo de trabalho é estimado em cerca de 20 horas de pesquisa bibliográfica e/ou de campo. A participação em aula (10%).
Os estudantes que não optem pela avaliação contínua ou que nele não tenham aproveitamento, podem recorrer ao exame final (100% da nota) nas épocas previstas para o efeito.
Processo de ensino-aprendizagem Os alunos irão realizar um trabalho ou projecto, em consulta com o professor, que fará uma significativa contribuição académica ou pedagógica para a compreensão da literacia dos novos media. Leituras semanais promoverão a participação  dos estudantes. Além disso, cada aluno, para cada aula, deve fazer uma contribuição comentando as leituras, abordagens e casos de estudo, e indicando alguns temas ou questões a explorar durante as discussões em aula.
Observações
Bibliografia básica European Commission. (2016). The European Digital Competence Framework for Citizens. Disponível em: https://ec.europa.eu/social/main.jsp?catId=738&langId=en&pubId=7898&type=2&furtherPubs=yes

Kavanagh, K. & O?Rourke, K. C. (2016). Digital Literacy: Why It Matters. Dublin Institute of Technology.

Lyman, Peter, Ito, Mizuko Thorne, Barrie and Michael Carter (2009), Hanging Out, Messing Around, And Geeking Out: Kids Living and Learning With New Media, Cambridge: MIT Press/MacArthur Foundation.

Spiezia, V., Koksal-Oudot, E. & Montagnier, P. (2016). New skills for the digital economy: measuring the demand and supply of ICT skills at work. Paris: OECD.

Vuorikari, R., Punie, Y., Carretero, S. & van den Brande, L. (2016). DigComp 2.0: The Digital Competence Framework for Citizens. Update Phase 1: The Conceptual Reference Model. Luxembourg Publication Office of the European Union.
Bibliografia complementar Barker, Chris (1999). Television, Globalization and Cultural Identities. Open University.

Buckingham, David (2007). Media education : literacy, learning and contemporary culture (Reprinted. ed.). Cambridge, Polity

Doctorow, Cory (2008) Little Brother, New York: Tor, 2008.

Douglas, S. J. (1995). Where the girls are: Growing up female with the mass media. Three Rivers Press.

Hobbs, R. (1998). The seven great debates in the media literacy movement. Journal of Communication, 48 (2), 9-29.

Jenkins, Henry (2006). Convergence Culture: Where Old and New Media Collide, New York: New York University Press.

Lankshear, Colin and Michele Knobel (2006), New Literacies: Everyday Practices and Classroom Learning, Maidenshead: Open University Press.

Livingstone, S. (2004). Media literacy and the challenge of new information and communication technologies. The communication review, 7(1), 3-14.

Livingstone, S. (2008). Engaging with media?a matter of literacy?. Communication, culture & critique, 1(1), 51-62.

Livingstone, S. (2011). Media literacy: Ambitions, policies and measures.

Martin, A. M. & Roberts, K. R. (2015). Digital Native ? Digital Literacy. Principal, 94(3), 18-21.

Palfrey, John and Urs Gasser (2008), Born Digital: Understanding the First Generation of Digital Natives, New York: Perseus.

Watkins, S. Craig (2009) The Young and the Digital, Boston: Beacon Press.