Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

Sub Menu
ISCTE-IUL  >  Ensino  >  MEECult

Controlo de Gestão para Organizações Culturais (2 º Sem 2018/2019)

Código: 02123
Acrónimo: 02123
Nível: 2º Ciclo
Estruturante: Não
Língua(s) de Ensino: Português
Língua(s) amigável(is):
Ser English-friendly ou qualquer outra língua-friendly, significa que a UC é leccionada numa língua mas que se pode verificar qualquer uma das seguintes condições:
1. Existem materiais de apoio em língua inglesa/outra língua;
2. Existem exercícios, testes e exames em língua inglesa/outra língua;
3. Existe a possibilidade de se apresentar trabalhos escritos ou orais em língua inglesa/outra língua.
1 6.0 0.0 h/sem 20.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 1.0 h/sem 21.0 h/sem 129.0 h/sem 0.0 h/sem 150.0 h/sem
Em vigor desde o ano letivo 2018/2019
Pré-requisitos -
Objectivos Pretende-se que os alunos, no final desta Unidade Curricular, compreendam (1) os principais conceitos de Controlo de Gestão e (2) a sua utilidade para a gestão das organizações das indústrias criativas e culturais.
Programa 1. Custos e tomada de decisões
1.1. Funções de gestão e tipos de contabilidade
1.2. Custos diretos e indiretos
1.3. Repartição dos custos indiretos: método tradicional
1.4. Custos fixos e custos variáveis
1.5. Custos relevantes e irrelevantes
1.6. Custos e proveitos incrementais
1.7. Custos de oportunidade
1.8. Custos controláveis e não controláveis
2. Análise custos-volume-resultados
2.1. Comportamento dos custos face a variações do nível de atividade: custos fixos e variáveis
2.2. Pressupostos e limites da análise
2.3. Ponto crítico e margem de segurança
2.4. Estimativa de resultados
3. Activity-based costing (ABC)
3.1. Origens e operacionalização do ABC
3.2. O ABC e o método tradicional de alocação de custos
4. O Balanced Scorecard
4.1. Caraterização
4.2. Aplicação a organizações das indústrias criativas e culturais, com foco na dimensão financeira
Processo de avaliação Duas modalidades de avaliação:
1. Avaliação periódica
- Resolução de casos/trabalhos, com eventual discussão oral (40%)
- Exame (60%)
Requisitos:
- Assiduidade mínima de 2/3 das aulas lecionadas
- Execução dos casos/trabalhos
- Média mínima de 10 valores nos casos/trabalhos e 8 (7,5) valores no exame
2. Avaliação por exame
- Exame final (100%)
Defesa de nota: para classificação superior a 16 valores
Processo de ensino-aprendizagem Para a aquisição de competências serão utilizadas as seguintes metodologias de ensino-aprendizagem (MEA):
1. Expositivas, para apresentação dos quadros teóricos de referência.
2. Participativas, com resolução, análise e discussão de casos práticos na aula e/ou textos de apoio específicos.
3. Ativas, com realização de trabalhos e casos de grupo e/ou individuais.
4. Auto-estudo, relacionadas com o trabalho autónomo do aluno, tal como consta no Planeamento das Aulas.
Observações
Bibliografia básica 1. Drury, C. (2016), Management Accounting for Business, 6th Edition, Cengage Learning EMEA.
2. Merchant, K. A. and Van der Stede, W. A. (2017), Management Control Systems, 4th Edition, Financial Times/Prentice Hall.
3. Textos de apoio e casos práticos elaborados pelos docentes e distribuídos ao longo da unidade curricular.
Bibliografia complementar 1. Franco, V. F. et al., (2010), Os Custos, os Resultados e a Informação para a Gestão, Lisboa: Livros Horizonte.
2. Jordan, H., Neves, J. C. e Rodrigues, J. A. (2015), O Controlo de Gestão - Ao Serviço da Estratégia e dos Gestores, 10ª Edição, Lisboa: Áreas Editora.
3. Atkinson, A. A., Kaplan, R. S., Matsumura, E. M. and Young, S. M. (2012), Management Accounting, Fifth Edition, Upper Saddle River, NJ: Pearson Education.
4. Young, S. M. (2011), Readings in Management Accounting, 6th Edition, Upper Saddle River, NJ: Pearson Education.
5. Hopper, T., Northcott, D. and Scapens, R. W. (2007), Issues in Management Accounting, 3rd edition, London: Financial Times/Prentice Hall.
6. Bhimani, A. (2006), Contemporary Issues in Management Accounting, Oxford: Oxford University Press.
7. Major, M. e Vieira, R. (2017), Contabilidade e Controlo de Gestão: Teoria, Metodologia e Prática, 2ª edição, Lisboa: Escolar Editora.
8. Johnson, H. T. e Kaplan, R. S. (1987), Relevance Lost: The Rise and Fall of Management Accounting, Boston, MA: Harvard Business School Press.
9. Wickramasinghe, D. e Allawattage (2007), Management Accounting Change: Approaches and Perspectives, Oxon: Routledge.
10. Chapman, C. S., Hopwood, A. G. and Shields, M. D. (2009), Handbook of Management Accounting Research, Elsevier, Vol. 1, 2 & 3.
11. Outra a indicar ao longo da unidade curricular.