Atenção: O sistema vai entrar em manutenção dentro de 3 a 4 minutos e ficará temporariamente indisponível. Seremos breves. Obrigado.

Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

Sub Menu
ISCTE-IUL  >  Ensino  >  MCP

Estágio em Ciência Política (1 º Sem 2019/2020)

Código: 02134
Acrónimo: 02134
Nível: 2º Ciclo
Estruturante: Não
Língua(s) de Ensino: Português
Língua(s) amigável(is):
Ser English-friendly ou qualquer outra língua-friendly, significa que a UC é leccionada numa língua mas que se pode verificar qualquer uma das seguintes condições:
1. Existem materiais de apoio em língua inglesa/outra língua;
2. Existem exercícios, testes e exames em língua inglesa/outra língua;
3. Existe a possibilidade de se apresentar trabalhos escritos ou orais em língua inglesa/outra língua.
1 6.0 0.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 116.0 h/sem 1.0 h/sem 117.0 h/sem 33.0 h/sem 0.0 h/sem 150.0 h/sem
Em vigor desde o ano letivo 2019/2020
Pré-requisitos Não tem.
Objectivos O Estágio em Ciência Política tem como objectivo:
- Proporcionar aos alunos um contacto directo com práticas profissionais e formas de intervenção ligadas às competências desenvolvidas ao longo do curso;
- Desenvolver capacidades de utilização de instrumentos teóricos e metodológicos adequados às práticas profissionais ligadas às políticas públicas;
- Desenvolver competências socioprofissionais;
- Reforçar o relacionamento do Departamento de Ciência Política e Políticas Públicas com as Instituições que acolhem os estudantes.
- Desenvolver parte da dissertação (mestrado) ou da tese (doutoramento) em contexto profissional adequado, nomeadamente providenciando o acesso a dados e contactos importantes para o efeito.
- O estágio deve realizar-se durante o segundo ano de mestrado ou no primeiro ano de doutoramento
Programa 1. Organização do processo de colocação dos alunos em estágio (tendo em conta os protocolos de estágio que o Departamento de Ciência Política e Políticas Públicas tem com várias instituições)
a. Informar e esclarecer sobre os domínios de intervenção profissional
b. Contactar instituições que podem conceder estágios
c. Elaboração de cartas de apoio e suporte ao estágio
d. Identificação do local de acolhimento do período prático de aprendizagem

2. Formalização do estágio
a. Elaboração de protocolo de estágio com a entidade externa
b. Identificação do orientador profissional
c. Definição do plano de estudos e correspondente aplicação profissional
d. Definição dos objectivos e perspectivas laborais

3. Conhecimento actual e aprofundado do contexto para uma maior adequação do sistema educativo à actividade socioprofissional
a. Acompanhamento regular do estagiário
b. Orientação do relatório de estágio
c. Reflexão e aperfeiçoamento da experiência
Processo de avaliação A avaliação será feita fundamentalmente com base no relatório de estágio (10-15 páginas) com os seguintes elementos:
a) Caracterização do contexto institucional (história, organização, políticas e serviços, actividades, estrutura orgânica e funcionamento)
b) Enquadramento do local do estágio.
c) Descrição das actividades desenvolvidas (funções, responsabilidades, agentes, processos de trabalho, metodologias utilizadas)
d) Balanço crítico e teoricamente fundamentado
e) Bibliografia
Processo de ensino-aprendizagem As metodologias de ensino assentam no ajuste entre a formação científica com uma formação aplicada em contexto profissional de trabalho.
O relatório de estágio poderá privilegiar mais a vertente institucional ou poderá consistir mais num trabalho desenvolvido no âmbito de um projecto de investigação.
No final a entidade profissional deverá responder a um pequeno questionário em que avalia as práticas profissionais e a aprendizagem do estagiário.
Observações nenhuma.
Bibliografia básica Boix, Carles, e Stokes, Susan (editors) (2007), The Oxford Handbook of Comparative Politics, Oxford, Oxford University Press.
Dandoy, Régis (ed.) (2010), Science politique et actualité: l?actualité de la science politique, Academia Bruylant, Louvain-la-Neuve, Collection Science politique, n° 11.
Evera, Stephen van (1997), Guide to Methods of Students of Political Science, Ithaca, Cornell University Press.
Goodin, R.E., e Klingemann, H.-D. (1996), A New Handbook of Political Science, Oxford, Oxford University Press.
Martinez, Deirdre (2009), Washington Internships: How to Get Them and Use Them to Launch Your Public Policy Career, Pennsylvania, University of Pennsylvania Press.
Reeher, Gant, e Mariani, Mack (2002), The Insider's Guide To Political Internships: What To Do Once You're In The Door, Nova Iorque, Basic Books.
Rowh, Mark (2003),Great Jobs for Political Science Majors, Nova Iorque, McGraw-Hill.
Bibliografia complementar Bardach, Eugene, e Eric M. Patashnik (2019), A Practical Guide for Policy Analysis, 6ªed., Thousand Oaks, Sage e CQ Press.
Dexter, Lewis Anthony (2006), Elite and Specialized Interviewing, Londres, ECPR Press.
Dror, Yehezkel (2006), ?Training for Policy Makers?, in Michael Moran, Martin Rein, e Robert Goodin, Oxford University Press The Oxford Handbook of Public Policy, Oxford, Oxford University Press..
Pennings, P., Keman, H., e Kleinnijenhuis, J. (2006), Doing Research in Political Science. An Introduction to Comparative Methods and Statistics, 2ªed., Londres, Sage.
Porta, Donatella della, e Keating (eds) (2008), Approaches and Methodologies in the Social Sciences. A Pluralist Perspective, Cambridge University Press.