Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

Sub Menu
ISCTE-IUL  >  Ensino  >  MEMSSFC

Sociologia da Família (Em) (1 º Sem 2018/2019)

Código: 02164
Acrónimo: 02164
Nível: 2º Ciclo
Estruturante: Não
Língua(s) de Ensino: Inglês
Língua(s) amigável(is):
Ser English-friendly ou qualquer outra língua-friendly, significa que a UC é leccionada numa língua mas que se pode verificar qualquer uma das seguintes condições:
1. Existem materiais de apoio em língua inglesa/outra língua;
2. Existem exercícios, testes e exames em língua inglesa/outra língua;
3. Existe a possibilidade de se apresentar trabalhos escritos ou orais em língua inglesa/outra língua.
1 6.0 0.0 h/sem 24.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 1.0 h/sem 25.0 h/sem 125.0 h/sem 0.0 h/sem 150.0 h/sem
Em vigor desde o ano letivo 2016/2017
Pré-requisitos -
Objectivos Proporcionar o conhecimento e promover reflexão crítica em torno do conceito de família numa perspectiva comparada, tanto do ponto de vista histórico, como sociocultural.Através da exploração das principais abordagens teóricas da sociologia da família, pretende também aprofundar o conhecimento sobre as problemáticas da parentalidade, do género e das gerações.
Analisar os principais problemas sociais que afectam a família
Programa CP1 - Introdução. O conceito de família numa perspetiva crítica.
CP2 - Perspetivas teóricas sobre família
CP3 - Principais indicadores, tendências e dinâmicas familiares. Análise comparativa entre países
CP4 - Relações familiares, género e parentalidade
CP5 - Redes de apoio geracional e de parentesco
CP6 - Problemas familiares e políticas de família: crianças em situação de risco, violência doméstica
Processo de avaliação A avaliação terá por base: Seminário com apresentação em grupo, 1500 palavras, e participação ativa nas aulas (30%); Exame/ensaio escrito (70%)
Processo de ensino-aprendizagem Serão utilizadas diversas modalidades de ensino-aprendizagem. As aulas teóricas serão combinadas com
sessões seminariais, trabalho de grupo e exercícios práticos.
Observações -
Bibliografia básica Aboim,Sofia,Pedro Vasconcelos & Karin Wall(2013),"Support, social networks, and the family in Portugal: two decades of research", International Review of Sociology Crompton, Rosemary et. al.(2007)"Introduction:The Unravelling of the 'Male breadwinner' Model and Some of its Consequences", in Crompton, Rosemary et. al. Women, Men, Work and Family in Europe. London:Palgrave.DeKeseredy, W.S.; Schwartz,M. D.(2011). "Theoretical and definitional Issues of Violence against Women". In: Renzetti, C. M. [et al.] (eds.). Sourcebook on violence against women. London: Sage, p. 3-30.Guerreiro, M.D., A. Torres and C. Lobo (2009), "Changing families: configurations, values and recomposition processes" in Guerreiro,M.D.,A. Torres and L. Capucha, Welfare and everyday life, Oeiras, Celta Editora.Morgan, D. (2011), Rethinking Family Practices, London, Palgrave.Robila, M. (ed.) (2014), Handbook of Family Policies Across the Globe, New York, Springer.UNICEF(2016), The State of the World's Children,N.York
Bibliografia complementar Aboim, Sofia (2005), "Dinâmicas de interacção e tipos de conjugalidade", In Wall, Karin (Eds.), Famílias em Portugal - Percursos, Interacções, Relações Sociais (pp. 231-302). Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.
Amirthalingam, Kumaralingam (2005), "Women's rights, international norms, and domestic violence: Asian perspectives", Human Rights Quarterly, 27(2): 683-708.
Back-Wiklund, Margareta, Tanja van der Lippe, Laura den Dulk, Anneke Doornie-Huskies 2011. Quality of Life and Work in Europe: Theory, Practice and Policy. Palgrave Macmillan Amines.
Costa, A.F., F.L. Machado and J.F. Almeida (2009), "Social classes and educational assets. A transnational analysis", in Costa, António Firmino da, Fernando Luís Machado and Patrícia
Ávila (orgs.), Knowledge and Society, (Portugal in the European Context, vol. II), CIES, ISCTE-IUL, Lisbon, Celta Editora, pp. 5-20.
Dobash, R. P., Dobash, R. E., Wilson, M., & Daly, M. (1992). "The myth of sexual symmetry in marital violence". Social Problems, 39(1), 71-91.
Edwards, Rosalind, Jane Franklin & Janet Holland (2003), "Families and Social Capital: Exploring the Issues", Working Paper No. 1, Families & Social Capital ESRC Research Group, London: South Bank University.
Garey, Anita, Karen Hansen, Rosanna Hertz, Cameron Macdonald (2002), "Care and Kinship - An Introduction", Journal of family issues, Vol. 23 No. 6, September, 703-715.
Guerreiro, M. D. and P. Abrantes (2004), "Moving into adulthood in a southern European country: transitions in Portugal", Portuguese Journal of Social Science, vol. 3, nº. 3.
Guerreiro, Maria D; Pereira, Inês. 2007. Women´s occupational patterns and work-family arrangements: do national and organizational policies matter?.  In Rosemary Crompton, Suzan Lewis and Clare Lyonette (ed.), Women, Men, Work and Family in Europe, 190 - 209. London: Palgrave.
Guerreiro, M. D., A. Caetano and E. Rodrigues (2014), "Gendered family lives through the eyes of young people: diversity, permanence and change of gender representations in Portugal", Gender and Education,26(1): 35-51.
Kapoor, Sushma (2000), Domestic Violence against Women and Girls, Innocenti Digest 6, Innocenti Research Centre, UNICEF.
Nilsen, A. et al. (2012) Transition to parenthood in Europe. A comparative life course perspective. Bristol, Policy Press.
Silva, Elisabeth & Smart, Carol (Ed.) (1999), The New Family? London: Sage.
Therborn, Göran (2004) Between Sex and Power, Family in the World, 1900-2000.London&New York: Routledge.
Toffanin, Angela Maria. (2012). Research on violence against women: A sociological perspective, Interdisciplinary Journal of Family Studies, XVII, 1.
Trnka, Sylvia (1999), Family issues between gender and generations, Seminar Report, Vienna, European Observatory on Family Matters, EC.