Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

Sub Menu
ISCTE-IUL  >  Ensino  >  PGDADL

Regeneração Urbana e Inovação Social (2 º Sem 2018/2019)

Código: 02217
Acrónimo: 02217
Nível: 2º Ciclo
Estruturante: Não
Língua(s) de Ensino: Português
Língua(s) amigável(is):
Ser English-friendly ou qualquer outra língua-friendly, significa que a UC é leccionada numa língua mas que se pode verificar qualquer uma das seguintes condições:
1. Existem materiais de apoio em língua inglesa/outra língua;
2. Existem exercícios, testes e exames em língua inglesa/outra língua;
3. Existe a possibilidade de se apresentar trabalhos escritos ou orais em língua inglesa/outra língua.
1 6.0 0.0 h/sem 20.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 1.0 h/sem 21.0 h/sem 129.0 h/sem 0.0 h/sem 150.0 h/sem
Em vigor desde o ano letivo 2018/2019
Pré-requisitos Conhecimentos básicos de Economia
Objectivos O Programa da Unidade Curricular ?Regeneração Urbana e Inovação Social? visa alcançar três tipos de objectivos distintos:
a) Situar o contributo específico da Ciência Económica na abordagem dos aspectos económicos subjacentes aos processos de regeneração urbana, cuja apreensão global pressupõe o recurso a abordagens de índole interdisciplinar a diferentes escalas territoriais;
b) Sensibilizar para os desafios que se colocam aos investigadores e profissionais envolvidos na preparação da acção pública em processos de regeneração urbana;
c)  Perspectivar vias de aprofundamento dos desafios que se colocam na preparação do planeamento territorial para as áreas urbanas em ?crise?.
Programa 1. Condições contemporâneas e regeneração urbana
2. Globalização, economia e transformação urbana
3. Programas experimentais para a inovação em políticas públicas (Urban, Urbact) e a Iniciativa Bairros Críticos
4. Experimentação, produção de conhecimento e desenvolvimento de competências
5. Iniciativa Municipal, integração de políticas governança multinível e organização para a acção em regeneração urbana
Processo de avaliação A avaliação tem por base a elaboração individual de um pequeno ensaio. O tema será definido tendo em atenção o programa de trabalhos apresentado para a Unidade Curricular e os projetos  de investigação, ou de profissionalização, dos participantes.
O projeto  será desenvolvido após acordo do docente relativamente ao tema escolhido e à metodologia a adotar
Processo de ensino-aprendizagem O desenvolvimento da Unidade Curricular ?Regeneração Urbana e Inovação Social? conhece três fases distintas:
a) delimitação do quadro global de referência
b) análise das contribuições da Ciência Económica
c) interação  entre os participantes tendo por base resultados do exercício da sua reflexividade crítica.
A concretização das diferentes fases poderá envolver aulas teóricas expositivas, apresentação de experiências concretas e discussão de problemas em pequenos grupos.
Observações
Bibliografia básica Ascher, F. 1998, Metapolis: Acerca do Futuro da Cidade , Celta, Oeiras (S.163 ASC*Met - 22544)
Borja, J. and Castells, M. 1997, Local & Global: Management of Cities in the Information Age, Earthscan, London (S.163 BOR*Loc - 33781)
Goldsmith, E. and Mander, J. (eds) 2003, The Case Against the Global Economy: And for a Turn Towards Localization, Earthscan, London
Henriques, J. M. 2011, Acção Contra a Pobreza em Áreas Urbanas em Crise: Desafios e Possibilidades?,  in Sociedade e Trabalho, nº 41
Henriques, J. M. 2006, Global Restructuring and Local Anti-Poverty Action, Tese de Doutoramento,Iscte-IUL, Lisboa (https://repositorio.iscte-iul.pt/handle/10071/273)
OECD 1998, Integrating Distressed Urban Areas, OECD, Paris
Bibliografia complementar Borja, J. (ed.) 1990, Las Grandes Ciudades en la Decada de los Noventa,
Editorial Sistema, Madrid (S.163 Gra 1 - 23815)
Borja, J. and Castells, M. 1997, Local & Global: Management of Cities in the Information Age, Earthscan, London (S.163 BOR*Loc - 33781)
Castells, M. 1991, The Informational City: Information Technology, Economic Restructuring, and the Urban-Regional Process, Blackwell, Oxford (E.200 CAS*Inf ? 28405)
Douglass, M. and Friedmann, J. 1998, Cities for Citizens: Planning and the Rise of Civil Society in a Global Age, John Wiley & Sons, Chichester
Friedmann, J. 1992, Empowerment: The Politics of Alternative Development, Blackwell, Cambridge (S.172 FRI*Emp - 24872)
Friedmann, J. 1988,  Life Space and the Economic Space: Essays in Third World Planning, Transaction Books & New Brunswick, Oxford
Friedmann, J. 1987, Planning in the Public Domain, Princeton University Press, Princeton (E.120 FRI*Pla - 27768)
Harvey, D. 1989, The Condition of Postmodernity , Basil Blackwell, Oxford
Henderson, H. 1999, Beyond Globalization: Shaping a Sustainable Global Economy, Kumarian Press,  Connecticut
Henderson, J. and Castells, M. 1987, Global Restructuring and Territorial Development, SAGE, London (E. 200 Glo  20223)
Henriques, J. M. 2011, ?Crise, Economia Social e Solidária e ?Integração Económica? na Acção Contra a Pobreza?, in Revista de Economia Solidária, nº 2
Henriques, J. M. 2010, Changing Poor People?s Lives, Periploi, Lisboa
Henriques, J. M. 2010, Inovação Social e Coesão Territorial: Contributos Equal, in Para Uma Nova Intervenção Social, Gabinete de Gestão Equal, Ministério do Trabalho e da Solidariedade, Lisboa
Henriques, J.M. 2006, Local Anti-Poverty Action and Planning Theory: a Framework for Choosing Methods and Tools, in Ensaios de Homenagem a António Simões Lopes, Instituto Superior de Economia e Gestão, UTL, Lisboa
Henriques, J. M. 2004, Avaliação em Programas Experimentais: Perspectivas da Avaliação Realista, in Cadernos de Estudos Africanos, nº 4 (Março)
Henriques, J. M. 1999, Área Metropolitana de Lisboa: Território de Pobrezas e Exclusões, in Sociedade e Trabalho, nº 5, Ministério do Trabalho e da Solidariedade, Lisboa  
Sandercock, L. 1998, Towards Cosmopolis: Planning for Multicultural Cities, John Wiley & Sons,  Chichester
Shuman, M. 2000, Going Local: Creating Self-Reliant Communities in a Global Age,  Routledge, New York
Veltz, P. 1996, Mondialisation, Villes et Territoires , PUF, Paris (S.163 VEL*Mon - 34453)