Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

Sub Menu
ISCTE-IUL  >  Ensino  >  CIESPP

O Empoderamento das Mulheres no Século XXI (1 º Sem 2019/2020)

Código: 03032
Acrónimo: 03032
Nível: 1º Ciclo
Estruturante: Não
Língua(s) de Ensino: Inglês
Língua(s) amigável(is):
Ser English-friendly ou qualquer outra língua-friendly, significa que a UC é leccionada numa língua mas que se pode verificar qualquer uma das seguintes condições:
1. Existem materiais de apoio em língua inglesa/outra língua;
2. Existem exercícios, testes e exames em língua inglesa/outra língua;
3. Existe a possibilidade de se apresentar trabalhos escritos ou orais em língua inglesa/outra língua.
1 9.0 0.0 h/sem 39.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 30.0 h/sem 0.0 h/sem 2.0 h/sem 94.0 h/sem 131.0 h/sem 23.0 h/sem 225.0 h/sem
Em vigor desde o ano letivo 2015/2016
Pré-requisitos Estudantes que à data do início da unidade curricular tenham completado pelo menos um ano de um curso de licenciatura em ciências sociais ou área relacionada.
Trabalho voluntário e experiência profissional são considerados relevantes na admissão.
Objectivos A unidade curricular tem por objetivos proporcionar conhecimento introdutório sobre o empoderamento das mulheres e ao tema da igualdade de género na atualidade.
Com uma perspetiva sociológica, a unidade curricular visa:
1. Estimular o pensamento analítico e crítico;
2. Consciencializar e estimular a sensibilidade do estudante para os temas do género;
3. Contribuir para o acréscimo do conhecimento téorico e prático;
4. Promover uma componente prática através de visitas de estudo a organizações intra e governamentais portuguesas e estrangeiras, organizações não-governamentais sobre temáticas abordadas.
Programa CP1:Contexto histórico: família e a importância das mulheres na história;
CP2:Estrutura conceptual para a análise de género;
CP3:Género e o equilíbrio entre as esferas profissional e familiar;
CP4:Género e desigualdade;
CP5:Feminismo e empoderamento das mulheres;
CP6:O papel das organizações para promover os direitos humanos e os direitos das mulheres;
CP7:Mulheres, participação política e processo de decisão política;
CP8:Género e migrações;
CP9:Género e meio ambiente;
CP10Trabalho e dessegregação do género;
CP11:Violência, violência de género e tráfico de seres humanos;
CP12:Género, saúde e sexualidade;
CP13:Contacto com a realidade nacional e internacional: visita a agências governamentais e não-governamentais centradas na igualdade de género, direitos humanos e direitos das mulheres, decisão política; visita a instalações militares ou policiais portuguesas;
CP14:Visitas de âmbito cultural em Lisboa, Sintra, Évora e Cascais associadas aos tópicos em pesquisa.
Processo de avaliação Avaliação composta por:
Trabalho final de 3750 palavras com um projeto de pesquisa-intervenção (Arial, 12, 1,5) a ser enviado após o fim do curso (50%); Apresentação oral em aula (20%); Avaliação por mini-questionário (15%) Será aplicado um questionário para avaliar a aprendizagem decorrente das sessões teórico-práticas e visitas de estudo; Participação em aula (15%).
Processo de ensino-aprendizagem Os objetivos da unidade curricular são cumpridos através de frequência de aulas teóricas e teórico-práticas, orientação tutorial, participação em aula, leitura de bibliografia e pesquisa individual, participação em visitas no âmbito da unidade curricular, trabalho escrito final individual, resposta a questionários de conhecimento, apresentação oral do projeto de pesquisa.
Observações
Bibliografia básica BEASLEY, Chris (2005), Gender & Sexuality: critical theories, critical thinkers, London: Sage.
BUTLER, Judith (1999), Gender Trouble: Feminism and the Subversion of Identity, London & New York: Routledge.
CONNELL, Raewyn (Robert William) (1987), Gender & Power: society, the person and sexual politics, Cambridge: Polity.
CONNELL, Raewyn (Robert William) (1995), Masculinities, Cambridge: Polity.
CONNELL, Raewyn (Robert William) (2009), Gender: In World Perspective, Cambridge: Polity (2nd ed.).
CROMPTON, Rosemary, Suzan Lewis, Clare Lyonette (2007). Women, Men, Work and Family in Europe. London: Palgrave MacMillan (Introduction: The Unravelling of the ?Male Breadwinner?s Model ? and Some of its Consequences).
United Nations Human Rights (2014) Women?s rights are human rights -  http://www.ohchr.org/Documents/Publications/HR-PUB-14-2.pdf
Bibliografia complementar BEAUVOIR, Simone de (1987 [Princeps 1949]), The Second Sex, London: Vintage.
GIDDENS, Anthony (1992), The Transformation of Intimacy. Sexuality, Love and Eroticism in Modern Societies, Stanford: Stanford University Press.
INGLEHART, Ronal & Pippa NORRIS (2003), Rising Tide. Gender Equality and Cultural Change around the World, Cambridge: Cambridge University Press.
KIMMEL, Michael (2000), The Gendered Society, Oxford: Oxford University Press.
KRAMER, Laura (2005), The Sociology of Gender, Los Angeles: Roxbury.
LORBER, Judith & S. FARREL (eds.) (1991), The Social Construction of Gender, Los Angeles: Sage.
MACDOWELL, Linda & Rosemary PRINGLE (orgs) (1992), Defining Women, Social Institutions and Gender Divisions, London: Polity.
SIMMEL, Georg (1998 [Princeps 1895]),On the Sociology of the Family?, Theory, Culture & Society, 15 (3): 283-293.
THERBORN, Göran (2004), Between Sex and Power: Family in the world, 1900? 2000, London & New York: Routledge.
WHARTON, Amy S. (2005), The Sociology of Gender: An Introduction to Theory and Research, Oxford (UK): Blackwell.