Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

Sub Menu
ISCTE-IUL  >  Ensino  >  MCP , MEPP

Debates em Economia e Políticas Públicas (2 º Sem 2018/2019)

Código: 03340
Acrónimo: DEPP
Nível: 2º Ciclo
Estruturante: Sim
Língua(s) de Ensino: Português
Língua(s) amigável(is):
Ser English-friendly ou qualquer outra língua-friendly, significa que a UC é leccionada numa língua mas que se pode verificar qualquer uma das seguintes condições:
1. Existem materiais de apoio em língua inglesa/outra língua;
2. Existem exercícios, testes e exames em língua inglesa/outra língua;
3. Existe a possibilidade de se apresentar trabalhos escritos ou orais em língua inglesa/outra língua.
1 6.0 0.0 h/sem 6.0 h/sem 0.0 h/sem 14.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 1.0 h/sem 21.0 h/sem 129.0 h/sem 0.0 h/sem 150.0 h/sem
Em vigor desde o ano letivo 2018/2019
Pré-requisitos Não aplicável
Objectivos A UC "Debates em Economia e Políticas Públicas" foi concebida para reforçar a ligação entre a teoria e a prática das políticas públicas. O objetivo fundamental é o de transmitir aos alunos o testemunho de policy-makers e especialistas em áreas diferenciadas das políticas públicas, enriquecendo assim articulação teórico-prática do Curso e, paralelamente, permitir aos alunos identificar problemas de investigação socialmente pertinentes.
Programa 1. Política económica europeia
2. Política de coesão europeia
3. Política industrial
4. Política de ciência e tecnologia
5. Política territorial
6. Política de emprego
7. Política social
8. Política para a sustentabilidade ambiental
Processo de avaliação - Cada aluno deve redigir 6 relatórios (max. 1.500 palavras, cada). Cada relatório deverá: identificar as temáticas abordadas pelo conferencista convidado; proceder a uma síntese crítica; e enunciar 1 questão de investigação e relacioná-la com bibliografia académica.
- Os alunos devem formular questões aos conferencistas.
- Na nota final, a formulação de questões terá um peso de 25% e os memorandos serão ponderados em 12,5% cada um.
- Não está prevista a avaliação por exame final.
Processo de ensino-aprendizagem As sessões da UC funcionarão tendo por base a intervenção de um conferencista convidado, após o que se seguirá um período de discussão em registo seminarial.

Fora da sala de aula os alunos deverão complementar a sua aprendizagem com recurso a bibliografia especializada, sob acompanhamento tutorial do docente responsável pela UC.

Será particularmente incentivada a pesquisa bibliográfica e a reflexão crítica sobre a eficiência das várias políticas públicas abordadas.
Observações N.a.
Bibliografia básica Considerando a natureza da unidade curricular que se baseia em seminários com conferencistas convidados, a lista de referencias bibliográficas não é rígida. Anualmente, com base nas políticas públicas concretas abordadas nos seminários, será fornecida bibliografia aos alunos. Em baixo refere-se alguma bibliografia que serve de exemplo.

Daly, M. (2012) 'Paradigms in EU Social Policy: A Critical Account of Europe 2020', Transfer, 18(3): 273-284.

Kaufmann, A. and Wagner, P. (2005) 'EU regional policy and the stimulation of innovation', European Planning Studies, 13(4): 581-599

Kluve, J. (2010) 'The effectiveness of European active labor market programs', Labor Economics, 17(6): 904-918

Zeitlin, J. and Vanhercke, B. (2018) 'Socializing the European Semester: EU social and economic policy co-ordination in crisis and beyond',  Journal of European Public Policy, 25(2): 149-174.
Bibliografia complementar Bacaria, J., Borràs, S. and Fernandez-Ribas. A. (2002) 'Public action and innovation-support institutions in New Technological Agglomerations', European Urban and Regional Studies, 9(4): 283-296

Eichhorst, W. and Rinne, U. (2018) 'Promoting youth employment in Europe: Evidence-based policy lessons. In: Malo, M. and Mínguez, A. (eds) European Youth Labour Markets: Problems and Policies, Springer, pp. 189-204

Ferrão, J. (2011) O Ordenamento do Território como Política Pública, FCG, Lisboa.

Vandenbroucke, F. and Vleminckx (2011) 'Disappointing poverty trends: is the social investment state to blame?', Journal of European Social Policy, 21(5): 450-471.