Atenção: O sistema vai entrar em manutenção dentro de 5 a 6 minutos e ficará temporariamente indisponível. Seremos breves. Obrigado.

Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

Sub Menu
ISCTE-IUL  >  Ensino  >  MIA

Estruturas II (2 º Sem 2017/2018)

Código: L2275
Acrónimo: L2275
Nível: 1º Ciclo
Estruturante: Não
Língua(s) de Ensino: Português
Língua(s) amigável(is):
Ser English-friendly ou qualquer outra língua-friendly, significa que a UC é leccionada numa língua mas que se pode verificar qualquer uma das seguintes condições:
1. Existem materiais de apoio em língua inglesa/outra língua;
2. Existem exercícios, testes e exames em língua inglesa/outra língua;
3. Existe a possibilidade de se apresentar trabalhos escritos ou orais em língua inglesa/outra língua.
1 3.0 18.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 1.0 h/sem 19.0 h/sem 56.0 h/sem 0.0 h/sem 75.0 h/sem
Em vigor desde o ano letivo 2016/2017
Pré-requisitos Os alunos deverão estar familiarizados com os conceitos de cálculo vectorial, trigonometria, álgebra elementar e com a língua inglesa.
Objectivos As UCs de Estruturas I a IV formam um conjunto coerente onde são abordados os conceitos da Engenharia de Estruturas com interacção directa com a Arquitectura.
O objectivo é conferir aos alunos conceitos do comportamento estrutural, com vista à sua aplicação nos trabalhos de projecto desenvolvidos nas cadeiras nucleares do curso.

Esta UC inicia-se com uma revisão dos conceitos de equilíbrio de estruturas, revendo-se depois o estudo das leis de comportamento de corpos elásticos, passando depois ao comportamento estrutural das construções mais simples: barras à tracção e à compressão, sendo desenvolvidos os primeiros exemplos práticos de dimensionamento. O programa finaliza com o estudo do funcionamento estrutural de treliças planas.
Programa CP1 - Reacções de apoio de estruturas planas.
CP2 - Esforço normal em barras.
CP3 - Tensão, deformação e Lei de Hooke.
CP4 - Dimensionamento de tirantes e colunas simples.
CP5 - Treliças: cálculo e concepção.
Processo de avaliação É obrigatória a assistência a 60% das aulas. A classificação é a melhor das notas resultantes da Avaliação Contínua e do Exame. A nota da Avaliação Contínua é dada pela fórmula
0,40 x Teste (nota mínima de 9,5) + 0,60 x Avaliação Prática.

A Avaliação Prática é constituída por mini-testes online, exercícios práticos de concepção e construção de modelos.
Há ainda um único exame escrito, em primeira época. Não há exame de segunda época.
Processo de ensino-aprendizagem Atendendo aos objectivos anteriormente definidos e ao carácter teórico-prático das aulas, será dada especial importância aos exercícios práticos lançados ao longo do semestre, apoiados em vídeos online e ao desenvolvimento de modelos estruturais em maquete.
A UC é teórica e funciona numa sessão semanal com 1,5 horas de duração. O total de 56 horas de trabalho autónomo deve considerar: estudo individual: 24 h, frequência: 2 h; trabalhos práticos de grupo e individuais: 30 h.
Observações
Bibliografia básica Seward, D. Understanding Structures - Analysis, materials and design. Palgrave.
Beer, Ferdinand P., Johnston, E. Russel Jr., Mecânica Vectorial para Engenheiros: Estática. 7ª Edição, McGraw-Hill.
Zalewski, W., Allen, E. Shaping Structures: Statics. Willey 1998.
Arya, Chanakya, Design of Structural Elements, 3ª Ed., Taylor and Francis 2009.
Ching, F.  D. K., Onouye, Barry S., Zuberbuhler, D.. Building Structures Illustrated.
Milne , R. J. W., Structural Engineering: History and Development, Taylor & Francis.
Onouye, B.S., Kane, K. Statics and Strength of Materials for Architecture and Building Construction.
Bibliografia complementar Heyman, Jacques. Structural Analysis: A Historical Approach - The Development of Materials and systems for buildings (MIT Press).
Mascarenhas, Jorge. Sistemas de Construção VIII - Estruturas de Aço Laminado e Conformado a Frio, Materiais Básicos, Livros Horizonte.
Lourenço, P. Dimensionamento de Alvenarias Estruturais. Universidade do Minho, 1999.
Regulamento de Segurança e Acções em Edifícios e Pontes, INCM, Lisboa.
Regulamento de Estruturas de Betão Armado e Pré-Esforçado, INCM, Lisboa.
Eurocódigo EC1 - Acções em Estruturas Correntes.
Eurocódigo EC2 - Projecto de Estruturas de Betão.
Eurocódigo EC3 - Projecto de Estruturas de Aço.
Regulamento de Estruturas de Betão Armado e Pré-Esforçado, INCM, Lisboa.
Eurocódigo EC2 - Projecto de Estruturas de Betão.
Eurocódigo EC3 - Projecto de Estruturas de Aço.
Eurocódigo EC4 - Projecto de Estruturas de Mistas de Aço e Betão.
Bryson, Bill (2003). A short history of nearly everything.
Billington, D. (1985). The tower and the bridge: The new art of structural engineering, Princeton University Press, Princeton, N.J.
Rice, Tim. En Engineer Imagines.
Levi, Matthys, Salvadori, Mario. Why Buildings Fall Down.