Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

Sub Menu
ISCTE-IUL  >  Ensino  >  LP

Percepção de Pessoas e Relações Interpessoais (1 º Sem 2017/2018)

Código: L5211
Acrónimo: L5211
Nível: 1º Ciclo
Estruturante: Não
Língua(s) de Ensino: Português
Língua(s) amigável(is):
Ser English-friendly ou qualquer outra língua-friendly, significa que a UC é leccionada numa língua mas que se pode verificar qualquer uma das seguintes condições:
1. Existem materiais de apoio em língua inglesa/outra língua;
2. Existem exercícios, testes e exames em língua inglesa/outra língua;
3. Existe a possibilidade de se apresentar trabalhos escritos ou orais em língua inglesa/outra língua.
1 6.0 12.0 h/sem 18.0 h/sem 9.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 1.0 h/sem 40.0 h/sem 110.0 h/sem 0.0 h/sem 150.0 h/sem
Em vigor desde o ano letivo 2017/2018
Pré-requisitos N/A
Objectivos Esta UC visa fornecer informação acerca dos modelos e processos relativos à perceção interpessoal e às relações interpessoais. Analisa assim as questões teóricas relativas ao processo de formação de impressões, memória e julgamento no contexto da perceção social. Aborda ainda as relações interpessoais no contexto das interações humanas, como a amizade, o amor, a satisfação e estabilidade conjugal e a violência nas relações íntimas.
Programa Tema 1. Perceção de Pessoas

1 Abordagens clássicas:
1.1 O percipiente como juiz de personalidade
1.2 O percipiente como organizador de informação
1.3 Teorias implícitas da personalidade
1.4 O percipiente como integrador de informação
2 Abordagens contemporâneas:
2.1 Abordagem do processamento de informação
2.2 Organização das representações cognitivas
2.3 Enviesamentos na percepção de pessoas
2.4 Modelos de memória de pessoas
2.5 Neurocognição Social
2.6 Cognição Social Situada

Tema 2. Relações Interpessoais
1 A importância das RI: Teorias e métodos no estudo das RI
2 A atração interpessoal: Fatores e processos que influenciam a aproximação aos outros
3 A Amizade: Fatores de desenvolvimento, manutenção e dissolução
4 O Amor: Fatores de desenvolvimento, manutenção e dissolução
5 Compromisso, satisfação e estabilidade nas relações: Medição, evolução e fatores preditores
6 Conflito e violência nas relações: descrição, fatores preditores e questões de género
Processo de avaliação Os alunos poderão optar por:
Avaliação contínua, que envolve:
a) Frequência (60%): Tema PP (30%), Tema RI (30%)
b) Trabalho de grupo (40%): Poster sobre uma das temáticas desenvolvidas nas PL's (ver observações)
Avaliação final: por exame escrito (100%), que inclui conteúdos das TPs e PLs.

Apenas o(a)s aluno(a)s com notas igual ou superiores a 9,5 valores em todas e cada uma das componentes de avaliação serão aprovados.
Processo de ensino-aprendizagem Esta UC compreende:
Aulas teóricas- Exposição de conteúdos.
Aulas teórico-práticas(TP). Análise crítica exercícios e/ou de textos.
Práticas Laboratoriais (PL) - Acompanhamento de trabalhos de grupo para a aplicação dos modelos e conceitos a problemas actuais de investigação.
Orientações Tutoriais - Para esclarecimento de dúvidas nos horários de atendimento definidos.
Após cada aula serão disponibilizados no E-learning os respectivos slides, sumário e referências específicas.
Observações Observações relativas às PL's
- A presença nas PL's não deverá ser inferior a 80%;
- Embora os alunos tenham que realizar apenas um dos trabalhos propostos, a realização de todas as tarefas propostas (incluindo a recolha de dados) nas PL's dos dois temas é obrigatória.
- Para efeitos de realização dos posters previstos na avaliação, deve ser feita uma distribuição equitativa dos grupos de trabalho pelos temas da UC (50% dos grupos realizam um trabalho sobre PP e os restantes 50% realizam trabalho sobre RI);
- No bloco de "Perceção de Pessoas" o trabalho contribuirá para a investigação sobre o papel da experiência corporalizada na formação de impressões. No bloco de "Relações Interpessoais" o trabalho contribuirá para a investigação sobre o papel do suporte social informal nas experiências de dor.

Qualquer atendimento requer marcação prévia por e-mail:
Margarida Vaz Garrido - 4ª feira, 15.00H-16.00H - margarida.garrido@iscte-iul.pt (Gab 109; cacifo 004 AA)
Sónia Bernardes - 4ª feira, 15.00H-16.00H - sonia.bernardes@iscte-iul.pt (Gab 110; cacifo 34 AA)
Bibliografia básica Bersheid, E., & Regan, P. (2005). The psychology of interpersonal relationships. New Jersey: Pearson Prentice Hall.
Carlston, D. (2013, Ed). The Oxford handbook of social cognition. New York: Oxford University Press.
Fiske, S., & Macrae, N. (2012, Eds.). The SAGE Handbook of social cognition. Sevenoaks: Sage.
Garrido, M. V., Garcia-Marques, L., Jerónimo, R., & Ferreira, M. (2013). Formação de impressões e representações cognitivas de pessoas. In J. Vala & M. B. Monteiro (Orgs.), Psicologia social. (9ª Ed, pp. 43-97). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
Hendrick, C., & Hendrick, S. (eds.) (2004). Close relationships: A sourcebook. Thousand Oaks: Sage.
Jackson-Dwyer, D. (2014). Interpersonal relationships. London: Routledge.
Kunda, Z. (1999). Social cognition: Making sense of people. Cambridge: MIT.
Moskowitz, G. B. (2005). Social Cognition. NY: The Guildford Press.
Reis, H.T. (2012, Ed.). Psychology of close relationships. London: SAGE
Bibliografia complementar Agnew, C.R. (2014). Social influences on romantic relationships: beyond the dyad. Cambridge: Cambridge University Press.
Bhrem, S.S. (1992). Intimate Relationships. New York: McGraw-Hill.
Bless, H., Fiedler, K, & Strack (2004). Social cognition: How individuals construct reality. New York: Psychology Press.
Dwyer, D. (2000). Interpersonal relationships. London: Routledge.
Fehr, B. (1996). Friendship processes. Thousand Oaks: Sage.
Fincham, F. D. & Cui, Ming (2013). Romantic relationships in emerging adulthood. New York: Cambridge University Press.
Fiske, S., & Taylor, S. (1991). Social cognition. Boston: McGraw-Hill.
Fiske, S., & Taylor, S. (2013). Social cognition: From brains to culture. London: Sage.
Fiske, S., Gilbert, D. & Lindzey, G. (2010, Eds.). Handbook of Social Psychology (4th ed.). New York: McGraw Hill.
Garcia-Marques, T., & Garcia-Marques, L. (2003). Estereótipos e Cognição Social (Textos Fundamentais I). Lisboa: ISPA.
Garcia-Marques, T., & Garcia-Marques, L. (2004). Processando informação sobre os outros: I (Textos Fundamentais II). Lisboa: ISPA.
Garcia-Marques, T., & Garcia-Marques, L. (2005). Processando informação sobre os outros: II (Textos Fundamentais III). Lisboa: ISPA.
Garrido, M. V., Azevedo, C., & Palma, T. (2011). Cognição Social: Fundamentos, formulações actuais e perspectivas futuras. Psicologia, XXV(1), 113-157.
Garth, J.O.F. (2002). The new science of intimate relationships. Malden: Blackwell Publishers.
Hastie, R. (1980, Ed.). Person memory: the cognitive basis of social perception. Hillsdale: Lawrence Erlbaum Associates.
Hamilton, D. (2005, Ed.). Social Cognition: Key readings. New York: Psychology Press.
Hinde, R. A. (1997). Relationships: A dialectical perspective. London: Psychology Press.
Manusov, V. & Harvey, J. H. (2011). Attribution, communication behaviour and close relationships. New York: Cambridge University Press.
Ogolsky, B. G., Lloyd, S. A., & Cate, R.M. (2013). The developmental course of romantic relationships. New York: Routledge.
Pahl, R. (2000). On friendship. Cambridge: Polity Press.
Ryff, C.D., & Singer, B. H. (2001, Eds.). Emotion, social relationship and health. Oxford: University Press.
Sherman, J. Garownsky, B., & Y. Trope, Y. (Eds.), Dual process theories of the social mind. New York: Guilford Press.
Smith, E. R., & Mackie, D. M. (2009). Social psychology (3rd Ed.). New York : Psychology Press.
Vohs, K.D., & Finkel, E.J. (2006, Eds.). Self and relationships: Connecting intrapersonal and interpersonal processes. New York: The Guilford press
Wilmot, W.W., & Hocker, J.L. (1998). Interpersonal conflict. Boston: MacGraw-Hill
Wood, J.V., Tesser, A., & Holmes, J.G. (2008). The self and social relationships. New York: Psychology Press.