Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

Sub Menu
ISCTE-IUL  >  Ensino  >  MAE , MCP , MCTRL , MCCTI , MES , MEECult , MEA , EI , MEInt , MEU , GNM , MPP , MSS , MS

Análise de Arquivos e de Outras Fontes Documentais (1 º Sem 2019/2020)

Código: M8106
Acrónimo: M8106
Nível: 2º Ciclo
Estruturante: Não
Língua(s) de Ensino: Português, Inglês
Língua(s) amigável(is):
Ser English-friendly ou qualquer outra língua-friendly, significa que a UC é leccionada numa língua mas que se pode verificar qualquer uma das seguintes condições:
1. Existem materiais de apoio em língua inglesa/outra língua;
2. Existem exercícios, testes e exames em língua inglesa/outra língua;
3. Existe a possibilidade de se apresentar trabalhos escritos ou orais em língua inglesa/outra língua.
1 6.0 0.0 h/sem 20.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 0.0 h/sem 1.0 h/sem 21.0 h/sem 129.0 h/sem 0.0 h/sem 150.0 h/sem
Em vigor desde o ano letivo 2018/2019
Pré-requisitos Não tem.
Objectivos O objectivo desta unidade curricular é dotar os estudantes de conhecimentos teóricos e práticos sobre a definição e acesso a fontes de informação e a documentação, nomeadamente a documentação de arquivo. A reflexão sobre o conceito de documento bem como os procedimentos a que deve ser submetida a informação e documentação utilizada na elaboração de estudos científicos são também aspectos contemplados.
Programa CP1 - Teoria e história da informação e da documentação. O processo informativo-documental. A mensagem documental
CP2- Conceito de documento
CP3- Hermenêutica e crítica do documento e da informação
CP4- Organização e representação da informação
CP5- O arquivo e o documento de arquivo. Arquivos históricos; Arquivos intermédios; Arquivos correntes
CP6- A pesquisa e o acesso à informação nos arquivos
CP7 - Arquivos especiais: sonoros, fotográficos, cinema, digitais
CP8- Outras fontes documentais: fontes orais, fontes literárias, imprensa cinema, memórias, objectos.
Processo de avaliação Preparação e participação nas aulas (10%).Elaboração de um trabalho individual e sintético, com apresentação oral na sala de aula (30%) e entrega do trabalho por escrito no final das aulas (60%).
Processo de ensino-aprendizagem O estudo individual, tendo por base a bibliografia de trabalho, é orientado e complementado pela exposição e debates nas aulas. O desenvolvimento de competências específicas relacionadas com a pesquisa e acesso à informação nos arquivos é incentivado através da realização de trabalhos individuais.
Observações
Bibliografia básica Chaumier, Jacques (1993), Les Techniques Documentaires, Paris, Puf.
Coeuré, Sophie; Duclert, Vincent (2001), Les archives, Paris, La Découverte.
Farge, Arlette (1989), Le gout de l?archive, Paris, Seuil.
Le Goff, Jacques (1984), «Documento/Monumento», in: Enciclopédia Einaudi, vol. I, Lisboa, Imprensa Nacional, pp. 95-104
López Yepes, J. (1995), La documentación como disciplina. Teoria e historia, Pamplona, Eunsa, 1995
Pinto Molina, M. (1991), Análisis documental: fundamentos y procedimientos, Madrid, Eudema.
Ribeiro, Fernanda (2003), O acesso à informação nos arquivos, 2 volumes, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian / Fundação para a Ciência e a Tecnologia.
Rousseau, Jean-Yves, et al. (1998), Os fundamentos da disciplina arquivística, Lisboa, Dom Quixote
Silva, Armando Malheiro da (2006), A Informação. Da compreensão do fenómeno e construção do objecto científico, Porto, Ed. Afrontamento.
Bibliografia complementar AA.VV. (2004), Olhares cruzados entre arquivistas e historiadores, Lisboa, IAN/TT.
AA.VV (1985),Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas - A Informação em Tempo de Mudança - Actas, 2 vols., Porto, BAD.
Alves, Ivone, et al. (1993), Dicionário de terminologia arquivística, Lisboa, Instituto da Biblioteca Nacional e do Livro.
Barthes, Roland (2012), A Câmara Clara, Lisboa, Ed. 70 (reedição).
Carrión Gúties, Manuel (2002), Manual de Bibliotecas, Madrid, Fundación Germán Sánchez Ruipérez.
Eco, Umberto (2002), A Biblioteca, Lisboa, Difel (5.ª edição).
Eco, Umberto (1980), Como se faz uma tese em ciências humanas, Lisboa, Presença.
Guinchat, Claire e Menou, Michel (1985), Introduction générale aux sciences et techniques de l'information et de la documentation, Paris, Presses de l'UNESCO.
Hildesheimer, Françoise (1984), Les archives? Pourquoi ? Comment ?, Paris Éditions de l´Érudit.
Leal, Maria José da Silva e Pereira, Miriam Halpern, coord. (1988), Arquivo e Historiografia. Colóquio sobre as fontes da História Contemporânea portuguesa, Lisboa, INCM.
Lodolini, E. (1986), Archivistica. Principi e problemi, Milão, Franco Angeli (3.ª ed).
Mattoso, José (1988), A Escrita da História. Teoria e métodos, Lisboa, Editorial Estampa
Mban, Albert (2007), Les problèmes des archives en Afrique : à quand la solution?, Paris,L'Harmattan.
McGarry, Kelvin J. (1984), Da documentação à informação: um contexto em evolução, Lisboa, Ed.Presença
Pavão, Luís (1997), Conservação de Colecções de Fotografia, Lisboa, Dinalivros.
Poulain, Marine, dir. (1992), Les bibliothèques publiques en Europe, Paris, Edition du Cercle de la Librairie.
Serrão, Joel, coord. (1984-1985), Roteiro de Fontes da História Portuguesa Contemporânea, 3 Volumes, Lisboa, Instituto Nacional de Investigação Científica.
Silva, Armando Malheiro da; Ribeiro, Fernanda; Ramos, Júlio e Real, Manuel Luís, (1999), Arquivística. Teoria e prática de uma ciência da informação, Porto, Afrontamento.
Sontag, Susan (1986), Ensaios sobre fotografia, Lisboa, D. Quixote.
Traniello, Paolo (1997), La Biblioteca Pubblica. Storia di un istituto nell?Europa contemporanea, Bolonha, il Mulino.