Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

Sub Menu
ISCTE-IUL  >  Ensino  >  MG  >  Gestão - 2011  >  Currículo  >  Gestão Estratégica de Recursos Humanos

Mestrado em Gestão

Plano curricular Gestão - 2011


Gestão Estratégica de Recursos Humanos (M5407)

Contextos

Grupo: Gestão - 2011 > 2º Ciclo > Unidades Curriculares Obrigatórias

Período: 1º Ano, 2º Semestre

Créditos ECTS

6.0

Tipo de ensino

Ensino presencial

Língua(s) de Ensino

Português , Inglês

Pré-requisitos

Conhecimento das principais práticas de RH ao nível de uma UC introdutória em GRH.

Objectivos Gerais

Após a conclusão bem-sucedida desta UC os estudantes deverão explicar as relações entre a gestão de recursos humanos (GRH) e o desempenho organizacional, tendo por base a evidência disponível mais recente sobre este tópico e conceber capazes de estimular o desempenho em condições competitivas diferenciadas.

Objectivos de Aprendizagem

OA1. Descrever as condições nas quais a competitividade organizacional está associada às práticas e sistemas de GRH
OA2. Conceber estratégias de RH capazes de originar diferentes vantagens competitivas sustentáveis
OA3. Avaliar a adequação entre sistemas de GRH e eventos estratégicos específicos

Programa

CP1. GRH e organizações: das práticas de GRH à performance
CP2. Diferentes tipos de alinhamento: horizontal, vertical e temporal
CP3. O modelo AMO
CP4. GRH e capacidades organizacionais: clima de serviço, coordenação relacional e fiabilidade
CP5. GRH e capacidades dinâmicas: ambidextria, aprendizagem organizacional, resiliência organizacional
CP6. GRH no contexto das fusões, aquisições e reestruturações
CP7. O futuro do trabalho: desafios para a GRH

Processo de avaliação

A avaliação contínua implica: um trabalho individual (20%); um exame escrito (50%); um trabalho de grupo (30%)
Os alunos que não realizem alguma destas componentes da avaliação, que obtenham nota inferior a 10 na componente individual ou que tenha uma taxa de presença nas aulas inferior a 80% deverão submeter-se a avaliação final (exame que conta 100% da nota final).

Processo de ensino-aprendizagem

A primeira parte do programa introduz os principais conceitos e modelos em uso na UC, presentes num conjunto de artigos publicados. A segunda parte encontra-se baseada na discussão de estudos de caso, com o objetivo de sedimentar e elaborar os conhecimentos adquiridos.
Será convidado um profissional que possa partilhar a sua experiência na concepção de uma estratégia específica de GRH para uma empresa.

Bibliografia

Básica

Bhamra, R., Dani, S., and Burnard, K. (2011). Resilience: The concept, a literature review and future directions. International Journal of Production Research, 49, 18, 5375-5393.
Campion, M. A., Guerrero, L. and Posthuma, R. (2011). Reasonable human resource practices for making employee downsizing decisions. Organizational Dynamics, 40, 174-180.
Christianson, M. K., Sutckliffe, K. M., Miller, M. A., and Iwashyna, T. (2011). Becoming a high reliability organization. Critical Care, 15, 314.
Easterby-Smith, M., Lyles, M. A., and Peteraf, M. (2009). Dynamic capabilities: Current debates and future directions. British Journal or Management, 20, S1-S8.
Gittell, J. (2011). New direction for relational coordination theory. In Cameron & Spreitzer (Eds), The Oxford handbook of positive organizational scholarship. Oxford University Press.

Complementar

Bamberger, P. and Meshoulam, I. (2000). Human resource strategy: Formulation, implementation, and impact. London: Sage.
Birkinshaw, J. and Gibson, C. (2004). Building ambidexterity into an organization. Sloan Management Review, Summer, 47-55.
Buller, P. F. and McEvoy, G. (2012). Strategy, human resource management and performance: Sharpening line of sight. Human Resource Management Review, 22, 43-56.
Cascio, W. F. and Boudreau, J. W. (2008) Investing in People. Financial Impact of Human Resource Initiatives, FT Prentice Hall
Crossan, M., Lane, H., and White, R. (1999). An organizational learning framework: From intuition to institution. Academy of Management Review, 24, 3, 522-537.
Crossan, M., Maurer, C., and White, R. (2011). Reflections on the 2009 AMR decade award, Academy of Management Review, 36, 3, 446-460.
Gratton, L. and Truss, C. (2003). The three-dimensional people strategy: Putting human resources policies into action. The Academy of Management Executive, 17, 3, 74-86.
Hong et al. (2013). Missing Link in the service profit chain. Journal of Applied Psychology, 98, 2, 237-267.
Jiang et. al. (2012). How does human resource management influence organizational outcomes? Academy of Management Journal, 55, 6, 1264-1294.
Lengnick-Hall et al. (2011). Developing a capacity for organizational resilience through strategic HRM Human Resource Management Review, 21, 243-255.
Marques, T. et al. (2011). Downsizing and profitability: An empirical study of Portuguese Firms in 1993-2005. International Journal of Business and Economics, 10, 1, 13-26.
O'Reilly III and Tushman, M. (2008). Ambidexterity as a dynamic capability: Resolving the innovator's dilemma. Research in Organizational Behavior, 28, 185-206.
Pfeffer, J. (2005) Producing sustainable competitive advantage through the effective management of people. Academy of Management Executive, 19, 4, 95-106.
Schneider, B. Macey, W. H., and Young, S. A. (2006). The climate of service: A review of the construct with implications for achieving CLV goals. Journal of Relationship Marketing, 5, 2/3, 1111-132.
Schuler, R. and Jackson, S. (1987). Linking competitive strategies with human resource management practices. The Academy of Management Executive, 1, 3, 207-219.
Seo, M-G. and Hill, N. S. (2005). Understanding the human side of merger and acquisition: An integrative framework. The Journal of Applied Behavioral Science, 41, 1, 422-443.

Journals
Human Resource Management Review
The International Journal of Human Resource Management
Human Resource Management Journal
Human Resource Management