Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

Sub Menu
ISCTE-IUL  >  Ensino  >  MG  >  Gestão - 2011  >  Currículo  >  Empreendedorismo e Criação de Empresas

Mestrado em Gestão

Plano curricular Gestão - 2011


Empreendedorismo e Criação de Empresas (M1631)

Contextos

Grupo: Gestão - 2011 > 2º Ciclo > Optativas > 1º Ano - 2º Semestre

Período: 1º Ano, 2º Semestre

Créditos ECTS

6.0

Tipo de ensino

Ensino presencial

Língua(s) de Ensino

Inglês

Pré-requisitos

Licenciatura concluída.

Objectivos Gerais

Fornecer uma perspetiva empreendedora do lançamento e desenvolvimento de novas formas de criação de valor.

Objectivos de Aprendizagem

1. adquirir conhecimentos sólidos em torno do empreendedor e do empreendedorismo
2. diferenciar os factores que encorajam e que inibem a opção pelo empreendedorismo
3. perceber o papel da oportunidade, dos recursos e da organização para empreender com sucesso;
4. avaliar e julgar diversas estratégias de expansão do novo empreendimento
5. construir uma proposta de valor, usando ideias novas e dados reais
6. apresentar ideias de negócios e uma proposta de valor de forma profissional

Programa

I. O empreendedor como um indivíduo
1. Introdução ? a natureza do empreendedorismo
2. O empreendedor enquanto indivíduo
II. O empreendedor na envolvente macroeconómica
3. A função económica do empreendedor
4. Empreendedorismo social e não lucrativo
III. O processo empreendedor e a criação de empresas
5. O processo empreendedor
6. Oportunidade de negócio, recursos e organização
7. Intraempreendedorismo e o papel do empreendedor na mudança da organização consolidada
IV. Escolhendo a direção
8. Visão, missão e estratégia empreendedoras
9. A proposta de valor do empreendedor e o apoio financeiro
10. A seleção de projetos de empreendedorismo
V. Iniciar e desenvolver a nova empresa
11. A metáfora da janela
12. Crescimento e consolidação

Processo de avaliação

1 - INDIVIDUAL
1.1 - Assiduidade e participação ? 10%
1.2 - Exame final? 40%
2 - GRUPO
2.1 ? Teste/aprovação do conceito ? 5%
2.2 ? Apresentação da proposta de valor ? 10%
2.3 ? Proposta de valor ? 35%

Processo de ensino-aprendizagem

1.Uma aula típica inclui:
1.1-Apresentação dos objectivos;
1.2-Fornecidos os necessários conceitos e enquadramento teórico, os estudantes são estimulados a participar em breves discussões;
1.3-Serão fornecidos exercícios e casos, para desenvolvimento do pensamento crítico.

Observações

PROPRIEDADE INTELECTUAL
- Todas as ideias originais e conceitos apresentados nas aulas são - e permanecerão - como propriedade intelectual dos autores dos planos.
- À medida que os alunos vão revelando e partilhando pormenores dos seus planos na aula, colegas e professor deverão tratar essa informação como comunicação confidencial e não revelarão para o exterior informação ou documentos, a menos que tenham permissão prévia e formal dos seus autores.

Bibliografia

Básica

Wickham, Philip A. (2007), ?Strategic Entrepreneurship?, Financial Times Press, 4th Edition, p. 648.

Complementar

LIVROS/BOOKS ? Grupo 1/GROUP 1:
o Brooks, Arthur C. (2009), ?SOCIAL ENTREPRENEURSHIP ? A Modern Approach to Social Venture Creation?, Pearson, p. 188.
o Carter, Sara; Jones-Evans, Dylan (2006), ?Enterprise and Small Business?, Prentice Hall, 2nd Edition, p. 572.
o Link, Albert N.; Siegel, Donald S. (2007), ?Innovation, Entrepreneurship, and Technological Change?, Oxford University Press, p. 219.

LIVROS/BOOKS ? Grupo 2/GROUP 2:
o Barringer, Bruce; Ireland, Duane (2008), ?Entrepreneurship: Successfully Launching New Ventures?, 2nd Ed., Prentice Hall, p. 576.
o Drucker, Peter F. (1985), ?Innovation and Entrepreneurship: Practice and Principles?, Harper & Row, p. 277.
o Kawasaki, Guy (2004), ?The art of the start?, Portfolio, p. 226.
o Livingston, Jessica (2008), ?FOUNDERS AT WORK ? Stories of startups early days?, Apress, p. 466.
o Scarborough, Norman M.; Wilson, Doug; Zimmerer, Thomas W. (2009), ?EFFECTIVE SMALL BUSINESS MANAGEMENT ? An Entrepreneurial Approach?, Pearson, 9th Ed., p. 928.
o Timmons, Jeffry A.; Spinelli, Stephen (2007), ?New Venture Creation?, 7th Edition (International Edition), McGraw-Hill, p. 658.
o Zimmerer, Thomas W.; Scarborough, Norman M.; Wilson, Doug (2008), ?Essentials of Entrepreneurship and Small Business Management?, Prentice Hall, 5th Ed., p. 744.

REVISTAS/MAGAZINES:
o Babson Entrepreneurial Review
o Entrepreneurship Theory and Practice
o Frontiers of Entrepreneurship

WEBSITES/WEBSITES:
o http://www.entrepreneur.com/
o www.babson.edu/
o www.creax.com/
o www.economist.com/
o www.entrepreneur.com/
o www.springwise.com/
o http://janelanaweb.com/oldindex.html

PAPERS/PAPERS:
o Anderson, Alistair R.; Miller, Claire J. (2003), ?«Class matters»: human and social capital in the entrepreneurial process?, Journal of Socio-Economics, V. 32, I. 1, March, pp. 17-36.
o Audretsch, David B.; Keilbach, Max (2008), ?Resolving the knowledge paradox: Knowledge-spillover entrepreneurship and economic growth?, Research Policy, V. 37, I. 10, December, pp. 1697-1705.
o Brandstätter, Hermann (1997), ?Becoming an entrepreneur ? A question of personality structure??, Journal of Economic Psychology, V. 18, I. 2-3, April, pp. 157-177.
o Cordes, Christian; Richerson, Peter J.; McElreath, Richard; Strimling, Pontus (2008), ?A naturalistic approach to the theory of the firm: The role of cooperation and cultural evolution?, Journal of Economic Behavior & Organization, V. 68, I. 1, October, pp. 125-139.
o Daly, George G. (1998), ?Entrepreneurship and business culture in Japan and the U.S.?, Japan and the World Economy, V. 10, I. 4, October, pp. 487-494.
o Dew, Nicholas; Read, Stuart; Sarasvathy, Saras D.; Wiltbank, Robert (2008), ?Outlines of a behavioral theory of the entrepreneurial firm?, Journal of Economic Behavior & Organization, V. 66, I. 1, April, PP. 37-59.
o Dimitratos, Pavlos; Lioukas, Spyros; Cárter, Sara (2004), ?The relationship between entrepreneurship and international performance: the importance of domestic environment?, International Business Review, V. 13, I. 1, February, pp. 19-41.
o Ebner, Alexander (2006), ?Institutions, entrepreneurship, and the rationale of government: An outline of the Schumpeterian theory of the state?, Journal of Economic Behavior & Organization, V. 59, I. 4, April, pp. 497-515.
o Minniti, Maria (2005), ?Entrepreneurship and network externalities?, Journal of Economic Behavior & Organization, V. 57, I. 1, May, pp. 1-27.
o Yueh, Linda (2009), ?China?s Entrepreneurs?, World Development, V. 37, I. 4, April, pp. 778-786.
o Zhang, Marina Y.; Dodgson, Mark (2007), ?«A roasted duck can still fly away»: A case study of technology, nationality, culture and the rapid and early internationalization of the firm?, Journal of World Business, V. 42, I. 3, September, pp. 336-349.